Fecha o tempo na chuva de Twix

Quem se empolgou com o viral que rolou por mais de uma semana na internet e fez plantão na Avenida Paulista nesse domingo 30, com a esperança de pegar os chocolates Twix que cairiam do céu, saiu de lá bastante frustrado.

A ação, que prometia encher a mais famosa avenida paulistana com uma chuva do chocolate da Mars foi mal sucedida, gerando uma onda de protestos no local, aclamação dos nomes dos produtos concorrentes e uma grande repercussão negativa no Twitter e nas demais redes sociais.

A tal chuva seria o ápice de uma ação viral feita pela Mars ao longo dos últimos dias (clique aqui para saber mais). Pela internet, a marca postava vídeos com algumas “previsões climáticas”, sendo que a ultima delas noticiava a chuva de Twix, no dia 31, na Paulista. A mensagem convidava o público a pegar capa e guarda-chuva e ficar de prontidão no local, esperando o inusitado “fenômeno climático”.

No lugar de chocolate, porém, o que caiu sobre a multidão foi um monte de papel dourado picado. Centralizada em um estacionamento, na altura do 1.200 da Paulista, a ação comportou somente as duas mil primeiras pessoas que conseguiram chegar no local. De acordo com a Mars, essa era a capacidade total que a Guarda Civil Metropolitana permitia no lugar. Tal informação, porém, não foi divulgada nas mensagens anteriores feitas pela marca. E, assim, grande parte das pessoas acabou ficando do lado de fora.

Quando a chuva começou a cair, então, a revolta eclodiu. Papeis picados voaram para todos os lados. Chocolates, entretanto, foram pouquíssimos. Segundo a Mars, 16 mil unidades de Twix foram lançadas sobre a multidão. Quem estava lá, entretanto, parece não ter tido a sorte de encontrá-los. Vários vídeos postados na internet, feito por pessoas que estiveram na ação, mostram a decepção e os protestos de quem estava lá e não viu nem a cor do Twix. Ao final do domingo, a hashtag #chuvadetwixfail e outras – com palavras mais ofensivas – ganharam o Twitter.

A Mars, por meio de sua assessoria de imprensa, admite as falhas na execução do evento e argumenta que a agência não estava preparada para a grande repercussão que a “chuva” gerou. Além disso, segundo ela, o forte vento acabou espalhando os papéis pelo céu da Paulista, dando mais ainda a sensação de que o número de folhas douradas era imensamente maior do que o de chocolates. Apesar de reconhecer que não é possível consertar o ocorrido, eles garantem que estão prestando assistência e ouvindo os consumidores que direcionarem as suas reclamações diretamente a sua Central de Atendimento.

MMonline

Anúncios