infográfico londres 2012. repercurssão nas mídias digitais

infográfico londres 2012.  repercurssão nas mídias digitais

Resumo do que foram os Jogos Olímpicos para os brasileiros.
Lançado pela AG2 Publicis Modem em parceria com a Seekr, só tem um detalhe que não convence este colaboradorque vos escreve: como é que o hóquei sobre a grama feminino não está entre os esportes mais citados? Sério, quem é Neymar perto desta gloriosa atividade?

negócios e as redes sociais

Não é valor real ter milhões de amigos no facebook. Porque não são seus amigos mesmo, apenas não querem te ofender apertando o botão de ignorar. E se você tem 25 mil seguidores no twitter porque faz umas piadas sujas a cada hora, isso também não é muito útil para seu negócio.

A internet é uma festa gigante com as pessoas se conectando ao máximo e vendo ‘quem gostou de mim hoje?’, ‘quem falou de mim hoje?’ – mas um dia quando pedir que fechem um contrato de $ 100 mil, ai nada disso importa.

O que importa são os relacionamentos reais. Eu tenho relacionamentos reais com centenas de pessoas no mundo. Pessoas que nunca vi mas que eu poderia mandar um e-mail pedindo para dormir na casa delas por 3 dias quando estiver na cidade. Por que fazemos coisas um pelo outro. Por que trocamos idéias relevantes. Pessoas se conectam por coisas reais.
Networking sempre é importante quando é real, e sempre é uma distração sem valor quando falso. O que importa é: ‘Por quais dessas pessoas eu sairia do meu caminho? E quantas mudariam o caminho delas por mim?

preconceito no twitter vira caso de justiça

Honestamente não posso culpá-la mas …

 

do AdNews

Em época de redes sociais, vale mais ainda alertar para o ditado “todo cuidado é pouco”. Se a estudante de Direito Mayara Petruso prestasse atenção a isso talvez escapasse de um processo de representação criminal movido pela Ordem dos Advogados do Brasil, seção Pernambuco. Ela cometeu discriminação contra nordestinos no Twitter ao postar mensagens como: “Nordestino não é gente. Faça um favor a SP, mate um nordestino afogado!”.

A série de ataques teve início no domingo à noite, após a eleição de Dilma Roussef como nova presidente do Brasil. Mayara se revoltou contra vitória da candidata do PT e culpou nordestinos, região onde Dilma teve mais votos, pelo acontecido. Além dela, outros usuários postaram mensagens com mesmo teor: “Tinham que separar o Nordeste e os bolsas vadio do Brasil” e “Construindo câmara de gás no Nordeste matando geral”.

A reação não demorou a vir. Nordestinos criaram a hashtag “#orgulhodesernordestino” e alcançaram os Trending Topics, como o assunto mais discutido no Twitter. “São mensagens absolutamente preconceituosas. Além disso, é inadmissível que uma estudante de Direito tenha atitudes contrárias à função social da sua profissão. Como alguém com esse comportamento vai se tornar um profissional que precisa defender a Justiça e os direitos humanos?”, questionou o presidente da OAB-PE, Henrique Mariano, em entrevista concedida ao jornal O Globo.

Mariano informa que Mayara responderá por crime de racismo, em que pode pegar pena de dois a cinco anos de prisão, e incitação pública de prática de crime (cuja pena é detenção de três a seis meses, ou multa), no caso, homicídio.

Em nota ao UOL Tecnologia, o escritório de advocacia “Peixoto e Cury Advogados” disse que “Mayara Petruso foi sua estagiária, porém, não faz mais parte dos quadros do escritório”. A empresa informou que “lamenta a infeliz opinião pessoal emitida, em rede social”, e disse ter tomado conhecimento do fato pela mídia.

Já aconteceu

Casos semelhantes ao de Mayara já aconteceram. Em março de 2010, o Twitter também foi palco para demissão.  Corintiano declarado, o diretor comercial da Locaweb, Alex Glikas, foi demitido da companhia por enviar mensagens provocativas aos torcedores do rival São Paulo Futebol Clube pela rede social. A empresa havia firmado um contrato de aluguel por dois jogos e as declarações causaram saia justa entre a Locaweb e o clube.

Redação Adnews

YouTube ficou mais tempo no ar na semana do Reveillon

Quer dizer, as pessoas pararam de se ver pessoalmente, estão -até no reveillon- ficando na internet. Aonde esse mundo vai parar?

do AdNews

Mesmo com o feriado, durante o Reveillon o número de acessos as redes sociais foi alto e o YouTube foi o site que mais ficou no ar.

De acordo com o UOL Gigablog, um levantamento do AlertSite, a página de vídeos esteve funcionando em 99,13% do tempo e dos acessos na semana de 28 de dezembro a 3 de janeiro. Em segundo lugar ficou o Twitter com 97,97% e depois o Facebook com 97,22%

Atualmente o Facebook conta com 350 milhões de usuários e 438 milhões de visitantes diários, enquanto o Twitter possui 60 milhões de visitas.

LinkedIn e MySpace ficaram abaixo da média de benchmark (96,91%) com 95, 48% e 94,74% cada, respectivamente.

Já no tempo de resposta, o Facebook ficou em primeiro com 2,21 segundos para carregar toda a página. LinkedIn com 2,72 e Twitter com 2,73 segundos ficaram logo atrás.

O levantamento analisa a acessibilidade em várias localizações globais e as páginas devem ser carregadas completamente sem erros antes de 60 segundos.

o twitter com muito mais propaganda.

Lula irá liberar hoje (provavelmente) o uso do twitter e redes sociais nas eleições.  Ou seja, esquecam a paz (ou pelo menos a quase tranquilidade) em relação as propagandas no twitter.  Se hoje temos 50 pessoas que fazem esse tipo de propaganda, durante as eleições teremos milhões de pessoas.

O lado bom é que, pelo menos, você precisa autorizar esses caras a entrarem … então o fluxo será “menos pior”.

Mas, todavia, porém ….

Pra quem quiser ver a notícia completa, http://www.adnews.com.br/midia.php?id=94507

_tco