números | “tendência da imprensa global” conta apenas metade da história. Blue Bus

Imagem

 

Luciano Martins Costa hoje no Observatorio da Imprensa, comenta notícia apresentada pela Folha de ontem, 4a, “em tom triunfalista” – a materia diz que “nunca as pessoas leram tanto jornal no mundo” – “e explica que impulsionada pela leitura em novas plataformas digitais, como tablets e smartphones, a circulaçao global dos jornais aumentou 1,1% em 2011”.

Observa que “a informaçao, retirada do relatório anual ‘Tendências da Imprensa Global’, publicado pela associaçao mundial de jornais, conta apenas metade da história”. De fato, a leitura de material jornalístico aumentou globalmente em relaçao a 2010, mas apenas por causa do interesse crescente em informaçoes por parte das populaçoes da Ásia, Norte da África e Oriente Médio, adicionadas ao mundo pela participaçao da economia das regioes. Lembra Luciano que “na América Latina, a circulaçao de jornais caiu 3,3%, na Europa diminuiu 3,4% e que, na América do Norte, a queda foi de 4,3%”. Registra – “Nos últimos 9 anos, período em que a regiao consolidou sua posiçao de maior destaque na economia mundial, a Ásia viu aumentar em 16% a circulaçao de jornais, tornando-se responsável por 1/3 da tiragem mundial, enquanto a imprensa da Europa Ocidental e da América do Norte apresentavam uma perda de 17% do seu público” – leia integra aqui.

Retirado do site Blue Bus (http://www.bluebus.com.br/numeros-tendencias-da-imprensa-global-conta-apenas-a-metade-da-historia/)

Anúncios

de novo com campanhas decentes

De fato o Itaú voltou a ter uma campanha excelente.  Vale a pena.

“internet é o segundo meio na fatia do bolo publicitário brasileiro” por ricardo cavallini

retirado do blog coxacreme, de Ricardo Cavallini

É uma informação extremamente relevante para o mercado brasileiro, acho até que merecia destaque no título.

Saiu pesquisa do Grupo Consultores com 100 profissionais dos maiores anunciantes mostrando que a fatia digital nas verbas de comunicação bateu 13,4%.

Não é correto misturar pesquisas e metodologias diferentes, principalmente porque a do Grupo Consultores parece ter focado apenas no digital. Então não é possível comparar com precisão o investimento de um meio com outro, mas tanto grupo quanto pesquisa são sérios e o valor merece atenção.

Aproveito e faço nova provocação, similar a que fiz em 2009: este ano o investimento em digital já ultrapassou o investimento em jornais.

De qualquer forma, mais importante do que discutir vírgulas, centavos ou posição no ranking é perceber duas coisas.

Primeiro o que eu já critico há anos, que o investimento não pode mais ser medido pela veiculação (ainda mais usando poucos veículos como parâmetro)

Segundo que a verba continua migrando rapidamente para o digital. De acordo com o Grupo Consultores, quase dobrou nos últimos 2 anos.

Agora que internet já passou a ser o segundo meio, vale apontar que a importância não deve mais ser medida pela porcentagem da verba, e sim por diversos outros fatores. Quem quiser entender os porquês na minha opinião, pode assistir meu recado para os alunos de propaganda e marketing.

app para substituir propaganda por arte

Ok, ok, eu sei que não é o perfil padrão de um marketeiro como eu mas … adorei o artigo que saiu no Blue Bus

 

App usa realidade aumentada p substituir anúncios por arte na Times Square 

14:11 O grupo Public Ad Campaign criou um aplicativo que, através da realidade aumentada, substitui os anúncios da Times Square por obras de artistas de rua 

 A iniciativa segue a remoçao física de anúncios organizada pelo grupo anteriormente, que acabou na prisao de alguns de seus integrantes. Saiu no AdFreak. Siga Editores-do-Blue-Bus26/07 Debora Schach

the entrance

precisa-se criar uma nova categoria para este vídeo. um dos melhores da história. 

sim.. boa propaganda ainda existe

Para os apóstolos do apocalipse da propaganda mundial (em especial a brasileira), mais uma sequência de anúncios fabulosos.  Ah, MMM… pelo jeitão do anúncio e todos os avançadíssimos recursos audiovisuais, podemos perceber que eles investiram rios de dinheiro, não?

Agora, se o rugby será grande no Brasil, confesso que tenho minhas dúvidas mas…. a iniciativa é muito boa.

 

tomás

anúncio feito de asfalto

Sim, ainda existe criatividade … e muito boa por sinal.

do AdNews

Depois de um anúncio comestível e outro de parafina (relembre), a Loducca resolveu criar uma propaganda impressa feita de asfalto. A peça foi idealizada para o Grupo CCR e comemora o fato de a Rodovia dos Bandeirantes ter sido eleita pela 5º vez consecutiva a melhor rodovia do Brasil pelo Guia Quatro Rodas Estradas 2011.

Sob o título: “Na remota hipótese de você não conhecer a melhor rodovia do país, aqui vai um pedacinho.”, a agência produziu anuncio feito de asfalto que veiculará na Revista Exame do mês de novembro (só para parte dos assinantes).

Veja como foi a produção do anúncio: