uma historinha motivacional

Quem me conhece sabe como eu não gosto dessas histórias motivacionais mas… resolvi relatar uma que acabo de ver.  Até por ser do time do São Paulo e por outras coisitas mais…

Mas no final não tem nada a ver com o time do São Paulo, com futebol, sequer com esporte, e sim com a atitude que o atleta teve.

Estava assistindo ao jogo do São Paulo agora pouco.  Jogo de campeonato importante, Taça Libertadores, é o campeonato mais importante de todos para o São Paulo, jogo decisivo.  Vai para os pênaltis.  O time adversário bate primeiro. Gol.

Vai o São Paulo.  Quem vai bater é o Rogério Ceni (pra quem não sabe, este é o goleiro do São Paulo -que por um acaso é o artilheiro, capitão, ícone do time, alicerce fundamental, jogador mais experiente, goleiro que mais fez gols no mundo, enfim, aquele tipo de jogador que o são paulino idolatra e todos os outros odeiam).

Correu, bateu… errou.  O goleiro pegou.  Como assim? errou.  Justo ele?! Logo no primeiro pênalti.  O cara que é a base do time, errou?  E agora, como fica a garotada?  Acabou.  Todos os outros vão errar, o São Paulo perdeu o jogo, esquece.  Estamos fora do campeonato.  Acabou o sonho dos jogadores e de tanta gente que torce pro time (só no estádio eram mais de 43mil pessoas).

E é aí que entra a historinha motivacional.

Nesse exato momento o Rogério tinha duas opções.

  1. Ferrou.  Já era.  Fiz besteira.  Perdi o pênalti,  Deixei toda essa gente na mão, acabei com o sonho deles.  Mas, eu já     ganhei um mundial pro São Paulo, praticamente fui o responsável pelo título, já fiz tantas outras coisas, sou o jogador que mais atuou pelo time, praticamente mando nisso aqui … eles vão me perdoar, não tem tanto problema assim
  2. Putz grila.  E agora? O que eu vou fazer?  Errei o penalti.  Como vou reparar isso (e a melhor forma de se reparar um mal causado é se fazendo um bem maior do que este mal).  Preciso compensar essa rapaziada.  Preciso mostrar pra eles como dar a volta por cima.

Resultado:

Ele pegou o pênalti seguinte que o time adversário bateu.  Pegou o outro também.  E o time adversário jogou o outro (que foi o 4o na soma total) pra fora.

Resumindo, o São Paulo ganhou a disputa por 3 a 1 (na soma geral não precisou bater o último).

Quer dizer, o Rogério podia ter desistido, pegado seu passado heróico, se apoiado nele para justificar o erro, mas fez justamente o contrário, se apoio no porquê tem um passado heróico (ou seja, em suas habilidades, sua competência) para conseguir reverter a situação.

Agora ele é o nome do jogo, a vitória “é dele”, mesmo tendo errado um pênalti que poderia ter sido decisivo, caso decisivo, não fosse ele próprio, o Rogério.

Ok, ok, o que você bebeu, vocês podem me perguntar, que papo é esse Tomás, logo você, cê tá parecendo Max Gehringer.

Vocês estão certos, assumo, até parece texto tirado do site dele mas é que eu achei essa lição fantástica.

Você pode se apoiar no seu passado brilhante para ser perdoado por algum erro presente ou se apoiar nele para reverter o erro presente.  Provar que é bom mesmo tendo cometido algum erro.

Ah, e antes que me perguntem, se eu cometi algum erro e to tentado me justificar.  Sim, cometi, diversos, inúmeros mas, nenhum específico, rs.

#Tomás

Anúncios

Sobre tomás
Me chamo Tomás Oliveira, 31 anos, paulistano, nascido no Itaim, profissional de marketing e vendas. Tenho um filho de 07 anos, que começa a me desafiar, tentando provar que c* não é palavrão, Torcedor (não mais tão fanático quanto antes) do São Paulo, amante de leitura, cinema e jogar bola, adoro blues, jazz e rock´n´roll e outras coisas mais. Estou aqui para aprender e passar um pouco do que eu aprendi. É isso, acredito que já dá pra ter uma idéia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: