publicidade online supera TV no reino unido

VirgiSantaMariaMãedeDeus….

A 03 anos atrás me chamaram de louco.  Vocês sabem quem vocês são, queimem no inferno, rsrsrssrsr.

 

Do AdNews

A internet deixou para trás a televisão no Reino Unido. Pelo menos no quesito publicitário. De forma inédita, o meio digital recebeu mais investimentos no primeiro semestre do que o tradicional.

Durante os meses, o número atingiu 1,75 bilhão de libras, com crescimento de 4,6% e uma média de 23,5% das publicidades.

Para o presidente da IAB, Guy Phillipson, o salto veio mais cedo do que o esperado. “Este é um marco importante, pois é o primeiro mercado que ultrapassou a televisão”, disse.

De acordo com relatório da Internet Advertising Bureau (IAB), a televisão representa um gasto de 21,9% em anúncios para empresas, número que vem caindo com o tempo.

A Grã Bretanha é a líder em publicidade online, devido ao uso de redes sociais, banda larga rápida e popularidade de novos formatos de anúncios.

 

No Brasil

Segundo pesquisa publicada pela Ibope Monitor, em julho deste ano, a internet foi o canal de mídia que obteve o maior crescimento nos primeiros seis meses de 2009 com 21% e faturamento de R$ 784,6 milhões. No mesmo período do ano passado o total foi de R$ 649,3 milhões.

Apesar do alto faturamento da internet, a televisão ainda lidera o segmento com R$ 15,042 bilhões de investimentos em mídia no Brasil. Esse valor conta com os Pedidos de Inserção (PIs) do primeiro semestre deste ano. A participação das emissoras aumentou chegando a 54%, no ano passado era de 50% com R$ 13,378 bilhões. As TVs cresceram 12%.

Com R$ 177,1 milhões de investimento, no mesmo período do ano passado o valor era de R$ 170,7 milhões, a internet chegou a 3% de market share, acima do cinema que ficou com apenas 1%.

 

_tco

ted 2006.

O TED é um evento que fala sobre uma série de assuntos e era meio que exclusivo até não muito tempo atrás.  Só quem ia podia ver, até que, finalmente, eles liberaram pro grande público via internet.

Essa palestra é de um dos bambam-bans do ano em questão. Sir Ken Robinson.  Muito bom, muito bom mesmo.

São 02 partes, cada uma com 10 minutos, mas eu recomendo mesmo que vocês assistam, vale a pena.

_tco

o twitter com muito mais propaganda.

Lula irá liberar hoje (provavelmente) o uso do twitter e redes sociais nas eleições.  Ou seja, esquecam a paz (ou pelo menos a quase tranquilidade) em relação as propagandas no twitter.  Se hoje temos 50 pessoas que fazem esse tipo de propaganda, durante as eleições teremos milhões de pessoas.

O lado bom é que, pelo menos, você precisa autorizar esses caras a entrarem … então o fluxo será “menos pior”.

Mas, todavia, porém ….

Pra quem quiser ver a notícia completa, http://www.adnews.com.br/midia.php?id=94507

_tco

marqueteiro de obama no pt em 2010

Retirado do portal AdNews, segue notícia no mínimo … curiosa.

 

Ainda que o Partido dos Trabalhadores negue, o marqueteiro de Barack Obama, Ben Self, confirmou trabalhar para para auxiliar a candidatura do partido na corrida presidencial de 2010.

Aos 32 anos, Self é especialista em ciência da computação e dono da empresa Blue State Digital. Ele revolucionou o marketing político ao conseguir levantar mais de US$ 300 milhões online para a campanha do primeiro presidente americano negro -47% do capital total arrecadado.

Agora, seu desafio será desenvolver uma estratégia com base na internet para que a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, venha a ser a primeira mulher presidente do Brasil em 2010. Em entrevista ao site Terra, Self confirmou o trabalho para o partido.

Veja a entrevista na integra:

Você tem diploma do Massachusetts Institute of Technology (MIT) e é, na realidade, um especialista em tecnologia. Como se envolveu com campanhas políticas?
O meu background é em ciência da computação e tenho diplomas de graduação e pós-graduação do MIT. Depois de me formar, trabalhei por muitos anos como especialista em tecnologia para bancos, seguradoras e grupos afins. Em 2003, me mudei para o Estado de Vermont para trabalhar na campanha presidencial de Howard Dean. Após isso, eu e três colegas fundamos a Blue State Digital, uma empresa especializada em tecnologia e política. Agora, somos uma empresa internacional com mais de 100 funcionários no mundo inteiro e servimos centenas de clientes.

Você acha que, atualmente, a internet é uma ferramenta fundamental para uma campanha eleitoral ter sucesso?

Não existe um candidato que pense em lançar uma campanha sem usar a internet. É a marca de um candidato sério, bem como uma ferramenta importante. Sem ela, é como participar de uma batalha sem ter uma arma. Como você poderia fazer isso? Portanto, acho que é importante que os candidatos usem a internet para que tenham uma campanha eficaz.

Você esteve em Brasília há duas semanas. Chegou a conversar com o presidente Lula?
Sim, estive em Brasília. Quanto a ter encontrado Lula, vou deixar que o partido dele fale sobre isso. Não me sinto à vontade para comentar sobre clientes ou clientes em potencial.

No momento, o Partido dos Trabalhadores é um cliente ou um cliente em potencial?

Estamos trabalhando com o partido agora a fim de ajudar a fazer planos para a próxima eleição presidencial.

Você foi contratado pelo PT?

Sim, estamos trabalhando com o partido.

Em nota divulgada nesta semana, o PT falou que você estava trabalhando com o publicitário João Santana e não com o partido. Isto é verdade?

Vou deixar que eles deem informações específicas sobre isso. Apenas vou dizer que estamos trabalhando com a estratégia da campanha em geral.

Você chegou a se encontrar com a candidata do PT à presidência, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff?

Não posso dar informações específicas. Para saber detalhes, é preciso falar com o partido.

Quando a campanha de Dilma Rousseff deve ter início na internet?
Não vou discutir a estratégia em geral. Não seria inteligente fazer isso neste momento.

No Brasil, as pessoas não têm tanto acesso a computadores quanto nos EUA. Uma campanha com base na internet seria ainda assim eficiente?

Claro que sim. Há milhões de pessoas no Brasil – acho que cerca de 60 milhões de pessoas – que têm acesso à internet. E quando você usa a internet, ela não é usada somente para convencer as pessoas, mas para incentivar quem apoia o candidato a ajudá-lo a ganhar a eleição. Mesmo se nem todas as pessoas têm acesso à internet, você pode usá-la para localizar seus simpatizantes que podem, então, falar com as pessoas que não têm acesso à internet. Tem mais a ver com engajar as pessoas do que com convencer as pessoas.

Você acha que será preciso que fique baseado no Brasil para conduzir a campanha ou pode fazer isso dos EUA?

Isso ainda tem de ser determinado. Eu certamente gostei da minha estada no Brasil e retornarei ao país em algumas semanas.

Você está empolgado com este novo trabalho no Brasil?
Certamente. Só de visitar o Brasil dá para notar que as pessoas estão entusiasmadas com a eleição que está por vir, são ativas na internet e estão animadas, pois os políticos podem usar a internet de modo mais eficiente. Acho que será uma grande oportunidade para o País.

Será preciso adaptar suas técnicas de campanha à realidade brasileira?

Trabalhamos com diversos países. Cada um tem tópicos diferentes que devem ser empregados. Mas os aspectos básicos, como desenvolver relacionamentos transparentes e verdadeiros com as pessoas, fazem parte da natureza humana. Eles são iguais em todos os lugares.

Você trabalharia na campanha de um partido de direita?

Provavelmente não. Não seria compatível com os princípios da nossa empresa.

As informações são do Terra

só pra descontrair

e como ninguém é de ferro.  eis aqui um momento pra descontrair.  esses caras eram fo**

_tco

homenagem brahma a seleção brasileira

Já viram?

 

_tco

que cor você quer ser?

Mais uma campanha da sensacional Casa do Zezinho.  Que ajuda tantas crianças, adolescentes, adultos e idosos com suas ações.

Representada pela tia Dag, Corina, D. Ana, Saulo, Gilson e tantas outras.

Vale a pena ajudar! 

_tcocampanha da casa do zezinho