soberano? e não é só no dentro de campo!

Como diria um amigo: É tudo jogada de marketing.  Eles não fazem isso pelo torcedor e sim pela empresa.  Afinal, ganhando do jeito que ganham, precisamos comprar novos produtos toda hora.

É claro que ele diz em tom de brincadeira mas… não é que ele tá certo?  Sem entrar no mérito do futebol (jogado em campo) até porque, se eu entrasse não daria graça para os outros times, rsrsrs, mas pensando fora do campo, nenhuma outra empresa brasileira consegue capitalizar isso tão bem quanto o tricolor paulista.

Veja você: quais times tem mais produtos licenciados do que o São Paulo?  Quais se preocupam/administram o futebol de forma profissional.  Me desculpem os coritnhianos, mas falar que aquele sr é um presidente profissional, você só pode estar me gozando.  

Os dirigentes  e conselheiros precisam parar de pensar com a cabeça de torcedor.  Precisam entender que eles não são torcedores e, por mais estranho que isso possa parecer, enquanto estão dentro do clube não podem ser torcedores.  Não podem pensar com a cabeça (totalmente emocional) de um torcedor. Precisam pensar com a cabeça de um profissional, mesmo que isso signifique fazer coisas que um torcedor não faria/permitiria.  A mesma coisa vale para o técnico e para os jogadores.

Enquanto isso não acontece com os outros times, bom para o meu São Paulo que, além de ganhar tudo dentro de campo, dá um baile fora dele.

 

Filme Soberando

Filme Soberano

 

 

_tco

competência + networking

Recentemente encontrei uma pessoa que é, como eu, o sr discórdia.  Concordando ou não com o assunto, o que interessa é causar discórdia ou, pelo menos, discussão.  Imagina nós dois em uma mesa de bar, rsrsrsrs.

Nesse clima começamos a conversar sobre direito -advogados, na verdade e claro, o assunto descambou para todas as profissões.

Ele defendia que um escritório gigantesco de adv é, na verdade, muito ruim.  Eu dizia que era bom (mentira, só conheço de nome).  Segundo ele, os caras só tem nome.  Eu respondo: ué, como você acha que eles construíram o nome? Com competência.

Eu lembrei um caso que ouvi anos atrás.  Que um cliente ficou maluco com um famoso advogado pois este tinha cobrado uma fortuna por uma petição simples. Foi um estagiário quem fez isso, dizia o cliente, e o advogado respondeu.  Ok, eu te dou de graça.  Então, com uma régua, ele simplesmente tirou seu nome e assinatura do documento e disse:  pronto, agora é uma simples petição…. 

Discussão vai, discussão vem …. até que chegamos no tema:  o que vale mais.  Ser excelente em networking ou muito bom profissionalmente?.  Os dois é a melhor resposta claro, porém essa não vale.

Sem ser bom de networking você não conseguirá mostrar seu valor, a não ser por um desses acasos da vida…. E sem ser bom profissionalmente você não conseguirá sustentar seu networking… resumindo … quem nasceu primeiro?

_tco

papel digital?

Algumas marcas de impressora de profissionais já tem equipamentos digitais que permitem impressões semelhantes a off-set a um custo muito baixo -quase igual ao das off-sets, ou seja, se antes eu precisaria imprimir milhares de livros, por exemplo, para que ele se tornasse economicamente viável, utilizando essas novas máquinas eu posso imprimir apenas dezenas, com qualidade e a um custo “justo”.

E daí, você pergunta.  E daí que se antes era inviável produzir um livro … do meu blog  por exemplo, hoje já é quase possível (falta um editor maluco).  Ou então eu posso, simplesmente, eliminar os distribuidores do processo (aqueles que armazenam os milhares de livros) e … reduzir o custo final.

Ok, isso é muito bacana … mas o que eu quero comentar é:  se tudo isso é possível vamos ter uma briga interessante.  Acredito que a maioria conheça os “papéis eletrônicos”, aqueles em que você pode “baixar” algum livro e degustá-lo em uma página digital. Apesar de ser fissurado em tecnologia, eu sempre preferi ler em papel de verdade do que na tela do computador… mesmo que essa tela seja mais bonitinha…

Então eu pergunto … quem será que vai “ganhar” essa batalha.  O papel de verdade ou o digital.

E se você está pensando no desmatamento que o papel convencional causa, eu te digo 02 coisas.

  1. já existe solução pra isso (reflorestamento, papel reciclado, etc)
  2. esses aparelhos são muito mais prejudiciais para o meio ambiente do que o papel…

E aí… qual vai ser??

_tco

tia dag e os zezinhos

Mais uma vez tiro o chapéu para a tia Dag, o tio Saulo, Dona Ana, Corina, Célia, Bia … e todos os outros que ajudam tantos Zezinhos, Pedrinhos, Rafinhas, Patis, Gabis, a ter uma vida melhor, muito melhor do que teriam.

site da casa do zezinha

E também ao povo que trabalha nos outros horários ajudando o pessoal um pouco maior que vive dando cabeçadas por aí (e eu sou um dos primeiros da lista -não dos que ajuda e sim dos que dá cabeçada, rsrsrs).

Enfim… visitem o site, ajudem (sim, dinheiro é importante mas não é o mais importante) … e pelo amor de Deus, parem de falar: o que é que eu posso fazer sobre isso quando veem alguma injustiça com criança, idosos … você sempre pode fazer algo.

_tco

ouvindo o consumidor

Mais um exemplo de empresa que ouve seu consumidor.

 

quando meu sobrenome é o nome da empresa que trabalho…

Parece engraçado, mas cada vez mais os profissionais estão tentando se firmar usando o nome das empresas que trabalham.  Se esqueceram de que seus principais ativos são … eles mesmos.  Hoje estão na Volkswagem e amanhã podem estar na IBM, Intel, Petrobrás, Microsoft ou sei lá o que … ou até mesmo eles mesmo podem montar uma empresa deles, como muitos profissionais fizeram com brilhantismo e ganham muito mais dinheiro com muito mais tranquilidade.

O real problema disso tudo, na minha modesta opinião é que além de perderem diversas oportunidades  de crescimento, ficam míopes e deixam de conseguir novos parceiros ou, pelo menos, deixando de tratar bem esses parceiros, perdem grandes aliados (exatamente como as empresas que tratam “mal” seus funcionários).

Mas … vivendo e aprendendo.

_tco

quando o jogador vale mais do que o time…

Quem lê esse blog sabe minha opinião sobre patrocínios, principalmente patrocínios em camisetas de times.  Sabe também para que time eu torço, mas que eu (tento) deixar isso fora dos meus comentários, rsrsrsr.

Que a contratação do Ronaldo pelo curinga foi polêmica, que já houve problemas com grana (atraso no pagamento), etc, etc.. isso todo mundo sabe.  Que houve aspectos muito bons para o clube (como empresa) isso não se discute, para o time já é bastante discutível, claro, mas enfim, o tema aqui é outro.

O curinga tá sem patrocínio de camisa.  Está negociando jogo a jogo.  E a métrica é bastante simples. O Ronaldo entra eles tem patrocínio, ele não entra, não tem.  Duvida?  A Dafra motos “deu pra trás” por causa disso.

curinga - dafra

E isso é totalmente discutível.  Até que ponto vale a pena contratar um jogador que vale mais do que o time?  Será que isso, a longo prazo, não é prejudicial (e muito) ao time?  E se o homem se machuca de novo?  E se até o final do ano o clube não ganha nada, ou só o paulistinha?  Como fica?  O cara não aguenta mais um ano, guenta??

É por isso que eu digo … clube como o meu São Paulo, só o São Paulo, rsrsrs.

_tco